Arte para vestir

There are 13 entries in this Categoria.

Por falar em Moda

Este ano, ganhei vários presentes valiosos no que se refere à pesquisa de moda. Hilal Sami Hilal me presenteou com a coleção de revistas de sua mãe, uma série que contempla edições da Carnet de Mode, Biancheria di Elegantissima e Burda, todas da década de 70. Mais recentemente, ganhei da Lara Felipe moldes de vestidos de noiva/madrinha, e vestidos para “misses and women´s” também da década de 70. Só tenho que agradecer pelo carinho em poder pesquisar nestas preciosas fontes .

Semana passada, lendo uma das revistas, encontrei uma folha destacada que parece ser um texto da editora da revista Claudia Moda, Maria da Penha Bueno de Moraes, sobre o outono de 1987.

De fato, este texto sobre as tendências outono 87 é um reflexo da sociedade da época e concomitantemente sua beleza vista pelos olhos de Maria da Penha, leia-se revista Cláudia Modas.

Algumas transgressões são permitidas, especialmente às mais jovens (de idade ou de espírito), como a fantasia da mulher-flor ou da mulher-boneca, referenciadas pela saia balonê.

Se compreendermos que a beleza é uma criação cultural e seu significado ganha novos formatos na medida em que relacionamos espaço/tempo, acredito que este editorial cairia muito bem à exposição La belleza, una búsqueda sin fin, aberta esta manhã no Museu da Evolução Humana, na cidade de Burgos/ Espanha:

Para muchos científicos el sentido de la belleza está relacionado con el pensamiento simbólico y la auto consciencia, lo que nos permite sumergirnos en los inicios de la humanidad y propiciar una reflexión sobre la capacidad simbólica de nuestra especie y las distintas formas de representación.  La Belleza, una búsqueda sin fin.

La muestra realiza un recorrido científico y cultural que permite reflexionar sobre el concepto de la belleza desde sus inicios hasta nuestros días e incluso adelantar cómo será la belleza del futuro. La exposición se divide en los siguientes ámbitos: ‘La naturaleza de la belleza’, ‘ Fascinación por la belleza’, ‘Generación de la toilette’, ‘Belleza, poder y cotidianeidad’, ‘Luces, cámara, acción’ y ‘Belleza: Ciencia y  futuro’ y abarca iconos singulares representativos a lo largo de la historia como los bifaces fabricados por el Homo ergaster, los collares egipcios o las diademas romanas.

También hay un espacio para el uso de la cosmética y de los pigmentos singulares utilizados a lo largo de los años, hasta los monumentales estilos de peinado de la época de Enrique IV. En el siglo XIX llegaría la primera agua de colonia y a principios del siglo XX el primer tinte sintético del cabello. Todo ello está representado en la exposición, en la que también se adelanta cómo evolucionará el concepto de belleza en el futuro.

Fiquei curiosa para ver essa mostra. Para quem se interessar, segue link que contêm o folder da exposição, com informações sobre a história da beleza e sua relação com o cinema e o futuro:

http://issuu.com/museoevolucion/docs/folleto_belleza

http://pinterest.com/11meh/la-belleza-una-b%C3%BAsqueda-sin-fin/

…… mas estou aqui apenas divagando com estas descobertas recentes, e compartilhando com vocês.

Ahh, só para terminar, vocês conhecem Neil Harbisson?

Então, acabei de descobri-lo (sério, só hoje!)

e para concluir este post, neste exato instante, queria saber o que é “belo” pra ele.

E para você?

Beijos,

Luisa Mendes

Art Capsul

George Condo, Terence Koh, Vik Muniz, Marina Abramovic e Mickalene Thomas foram convidados para desenvolver coleções especiais para um site de e-commerce. Esta ação foi uma colaboração do New York National Arts Club sob a curadoria de Stacy Engman.

As peças foram feitas sob medida e apresentadas na última quarta-feira no Palais de Tokyo, paralela a semana de moda de Alta – Costura de Paris.

Marina Abramovic

Vik fez um vestido superestampado, enquanto Marina apresentou sete macacões coloridos. Mickalene também apostou em um vestido, só que nas cores preto e branco. Koh mostrou uma jaqueta branca bordada de pérolas e Condo criou um casaco preto com detalhes de pelo. Stacy Engman, curadora de arte contemporânea do The National Arts Club New York, ajudou a elaborar do projeto, que é ideia de Holli Rogers, diretora de moda do site. “Esse trabalho representa o futuro. Essas peças são obras de arte criadas por artistas visuais, mas totalmente usáveis”, disse Stacy ao WWD, ressaltando que a relação entre moda e arte tende a crescer. Fonte: site http://mdemulher.abril.com.br

Estas são as únicas informações que tenho. Por isso, se você que está lendo este post sabe mais sobre este projeto, deixe seu comentário.

Beijos,

Luisa Mendes

Tecido celulose-bacteriano

Em um dos meus vídeos preferidos do TED, Suzanne Lee, fashion designer, apresenta seu projeto de desenvolvimento de tecido por meio de uma cultura simbiótica de leveduras e bactérias.

Can we grow a dress from a vat of liquid? Suzanne Lee

Em uma grande banheira, Suzanne misturou açúcar a uma solução de chá verde e adicionou um pouco de levedura. Assim, obteve uma camada de couro compacta que pode ser utilizada como tecido para fazer roupas.
What I’m looking for is a way to give material the qualities that I need. So what I want to do is say to a future [insect], ‘Spin me a thread. Align it in this direction. Make it hydrophobic. And while you’re at it, just form it around this 3D shape.
Vocês já leram sobre esta pesquisa?
Vale a pena conhecer este rico processo. ↓↓↓

Beijos,

Luisa Mendes

A moça do brinco de pérola

foto Marcia Capovilla, modelo Ignez Capovilla

Ignez veste o lenço LE008 da coleção Elisa Queiroz

Beijos,

Luisa Mendes

Turbante de sexta

Deus e os anjos abençoam aquele que usa um turbante na sexta-feira. Jean Chevalier

foto Marcia Capovilla, modelo Ignez Capovilla

Beijos,

Luisa Mendes

A princesa marroquina


How To Tie A Turband 3 Ways from LEAFtv on Vimeo.

Ignez Capovilla veste o lenço LE006, da coleção Elisa Queiroz.

Fotos: Marcia Capovilla.

Beijos,

Luisa Mendes

Turbantes de Elisa

Se para os árabes, turbantes são coroas, e a “coroa” tem sua significação calcada na elevação, poder e iluminação; nesta semana a coleção de lenços Elisa Queiroz se apresenta como elemento de poder e luz.

O homem receberá a luz para cada volta do turbante em torno de sua cabeça.

Mas você sabe como transformar o seu lenço em turbante?

Fizemos um editorial que mostra as possibilidades deste adorno de cabeça. Ao longo da semana, você confere o resultado aqui no blog.

Agradecimento às fotógrafas Márcia e Ignez Capovilla.

Para esquentar as turbinas, dê uma olhada nestas sugestões e nos acompanhe durante a semana.

Beijos,

Luisa Mendes

Sonhar colorido faz bem!

Hélio Coelho tem a mão tagarela.

Artista plástico, designer, ilustrador e produtor gráfico tem o ato compulsivo de desenhar.

Hélio  C O E L H O

Na verdade, creio que Hélio não seja um coelho, penso que ele é um Pã

deus das grutas e dos bosques, metade animal e metade homem, inventor da flauta cujo som regozijava deuses, ninfas, homens e animais.

No entanto, o que prevalece para o artista é o lápis sob o signo da flauta.

A mão tagarela from erly vieira jr on Vimeo.

Esta é a virtude que o trabalho do artista evoca, soprando uma brisa suave que conduz os animais de todas as espécies a dançarem conforme sua nota.

Na coleção Hélio Coelho para o projeto Arte para Vestir, as garatujas do artista encontram nas camisetas brancas e nos lenços, massa passiva para se reverberar.

Assim, no meu, no seu, no nosso corpo assumem cor e textura. Pois canetinhas de tecido vão junto com as peças brancas.

kit Sonhar colorido faz bem.

Beijos,

Luisa Mendes

Ruído branco

A camiseta é o meu ruído branco.

Este tipo de ruído é produzido pela combinação simultânea de sons de todas as frequências. Quando 1000 pessoas falam simultaneamente, não há como nosso cérebro captar uma voz isoladamente. Acredita-se que o ruído branco quando escutado em volume baixo seja relaxante e por isso é utilizado em consultórios e clínicas. fonte: wikipédia

Confortável e reconhecida como uma peça “básica”, aqui, ela se afirma como o símbolo visível do interior do homem. Feita de algodão, ela se molda de acordo com o corpo, seu caimento e aparência demonstram o caráter daquele que a veste, ou seja, é ruído mimetizado em tecido. Ao mesmo tempo em que é o despojamento do homem velho é o revestir do homem novo.

Durante a coleção Bauhaus: casa da construção (para saber mais sobre esta coleção clique aqui) registros contemporâneos de Berlim, feitos pelo artista Orlando da Rosa Farya, foram digitalizados em tecidos.

Naquele momento as fotografias do artista assumiram uma força que extrapolava a barreira das estampas, era preciso mais, era preciso ganhar vida própria.

Encontrei na T-shirt o avatar que as fotografias precisavam, pois esta camiseta em formato de T traz a relação entre corpo e mangas, fazendo daquele que veste o mediador entre dois mundos, o eu e o exterior.

ilustração feita por Luciana Schiller, livro Moda uma História para crianças

Acho que ela também é o avatar de outras pessoas!

fotos por Tommy Ton, street style NYFW verão 2013

Beijos,

Luisa Mendes

Conhecendo o avesso

Este é um espaço em que compartilho com vocês elementos que constroem a aura da marca Luisa Mendes.

Conhecer é olhar e enxergar.

O curador Paulo Sergio Duarte nos diz:

Não existe fórmula de educação do olhar. O importante é exercitar a suspensão dos preconceitos, saber que não tenho o hábito de ler, ouvir e ver certas coisas. São os hábitos que me possuem. Se percebo essa submissão e procuro evitar certezas que tenho, que são minhas, mas que pertencem aos meus hábitos, posso abrir novos horizontes à percepção.

Aqui, vamos descosturar a bainha e imergir no AVESSO das coleções.

A partir desta quarta-feira!

Assim vamos nos tornando mais próximos.

ilustração por Daniel Frost. site:danielfrostillustration.blogspot.com.br

Beijos,

Luisa Mendes