Moda

There are 20 entries in this Categoria.

Siga-me

Andar de sapatos é tomar posse da terra. Jean Servier em Les Portes de

l´Année.

Na Grécia, século V a.C, as cortesãs usavam sandálias folheadas a ouro, e as solas eram cravejadas com pregos que deixavam marcada a palavra “siga-me” por onde passavam.

Norene Leddy, anos 2000, faz uso do sapato como uma ferramenta que contribui para um diálogo com as prostitutas de rua. Esta social sculpture”, como é definida pela própria artista, faz parte do projeto The Aphrodite.

Trata-se de uma sandália plataforma, feita para ser usada por prostituas de rua, que no salto traz embutidos um GPS e um botão que, se acionado, dispara um alarme silencioso para serviços de emergência. Caso o alarme seja disparado em locais onde são comuns os conflitos com a polícia, o sinal é direcionado a associações de proteção a trabalhadoras sexuais.

                                                                                             Giselle Beiguelman

Lembrei-me que para os antigos Taoístas, as sandálias eram o meio de locomoção nos ares: homens das solas de vento, suas sandálias tinham asas; é até possível que elas fossem pássaros.

No projeto Aphrodite→  AS PLATAFORMAS são = CALCANHARES ALADOS, que navegam em uma nuvem pós-virtual, evidenciando desde o valor dos serviços sexuais até a ética no monitoramento.

.

.

.

♥ o trabalho da artista Norene, que a propósito conheci durante a apresentação de Giselle Beiguelman, nos Seminários Internacionais Museu Vale.

Quem não foi, pode ver tudinho por aqui → Palestras Muse Vale. 

Beijos,

Luisa Mendes

Tecido celulose-bacteriano

Em um dos meus vídeos preferidos do TED, Suzanne Lee, fashion designer, apresenta seu projeto de desenvolvimento de tecido por meio de uma cultura simbiótica de leveduras e bactérias.

Can we grow a dress from a vat of liquid? Suzanne Lee

Em uma grande banheira, Suzanne misturou açúcar a uma solução de chá verde e adicionou um pouco de levedura. Assim, obteve uma camada de couro compacta que pode ser utilizada como tecido para fazer roupas.
What I’m looking for is a way to give material the qualities that I need. So what I want to do is say to a future [insect], ‘Spin me a thread. Align it in this direction. Make it hydrophobic. And while you’re at it, just form it around this 3D shape.
Vocês já leram sobre esta pesquisa?
Vale a pena conhecer este rico processo. ↓↓↓

Beijos,

Luisa Mendes

Turbante de sexta

Deus e os anjos abençoam aquele que usa um turbante na sexta-feira. Jean Chevalier

foto Marcia Capovilla, modelo Ignez Capovilla

Beijos,

Luisa Mendes

A princesa marroquina


How To Tie A Turband 3 Ways from LEAFtv on Vimeo.

Ignez Capovilla veste o lenço LE006, da coleção Elisa Queiroz.

Fotos: Marcia Capovilla.

Beijos,

Luisa Mendes

Turbantes de Elisa

Se para os árabes, turbantes são coroas, e a “coroa” tem sua significação calcada na elevação, poder e iluminação; nesta semana a coleção de lenços Elisa Queiroz se apresenta como elemento de poder e luz.

O homem receberá a luz para cada volta do turbante em torno de sua cabeça.

Mas você sabe como transformar o seu lenço em turbante?

Fizemos um editorial que mostra as possibilidades deste adorno de cabeça. Ao longo da semana, você confere o resultado aqui no blog.

Agradecimento às fotógrafas Márcia e Ignez Capovilla.

Para esquentar as turbinas, dê uma olhada nestas sugestões e nos acompanhe durante a semana.

Beijos,

Luisa Mendes

Sonhar colorido faz bem!

Hélio Coelho tem a mão tagarela.

Artista plástico, designer, ilustrador e produtor gráfico tem o ato compulsivo de desenhar.

Hélio  C O E L H O

Na verdade, creio que Hélio não seja um coelho, penso que ele é um Pã

deus das grutas e dos bosques, metade animal e metade homem, inventor da flauta cujo som regozijava deuses, ninfas, homens e animais.

No entanto, o que prevalece para o artista é o lápis sob o signo da flauta.

A mão tagarela from erly vieira jr on Vimeo.

Esta é a virtude que o trabalho do artista evoca, soprando uma brisa suave que conduz os animais de todas as espécies a dançarem conforme sua nota.

Na coleção Hélio Coelho para o projeto Arte para Vestir, as garatujas do artista encontram nas camisetas brancas e nos lenços, massa passiva para se reverberar.

Assim, no meu, no seu, no nosso corpo assumem cor e textura. Pois canetinhas de tecido vão junto com as peças brancas.

kit Sonhar colorido faz bem.

Beijos,

Luisa Mendes

Conhecendo o avesso

Este é um espaço em que compartilho com vocês elementos que constroem a aura da marca Luisa Mendes.

Conhecer é olhar e enxergar.

O curador Paulo Sergio Duarte nos diz:

Não existe fórmula de educação do olhar. O importante é exercitar a suspensão dos preconceitos, saber que não tenho o hábito de ler, ouvir e ver certas coisas. São os hábitos que me possuem. Se percebo essa submissão e procuro evitar certezas que tenho, que são minhas, mas que pertencem aos meus hábitos, posso abrir novos horizontes à percepção.

Aqui, vamos descosturar a bainha e imergir no AVESSO das coleções.

A partir desta quarta-feira!

Assim vamos nos tornando mais próximos.

ilustração por Daniel Frost. site:danielfrostillustration.blogspot.com.br

Beijos,

Luisa Mendes

Revestida por Giacometti

Definitivamente Alberto Giacometti é um artista que me encanta. Durante o processo de pesquisa para a palestra “O cultivo da Criatividade”, proferida por mim durante o Vitória Moda Show 2012, li o livro Um retrato de Giacometti, de James Lord. Nele, Lord relata sua experiência de posar para Giacometti durante 18 dias. Estes relatos apresentam um Giacometti em eterna busca pela forma:

O engraçado, observou depois de algum tempo, é que simplesmente não consigo reproduzir o que vejo. Seria preciso morrer disso para conseguir.

Para ele, a situação não era nem um pouco divertida. Quando falava em morrer, parecia acreditar realmente naquilo. No entanto continuava a trabalhar. Essa é a essencial, a intolerável dualidade de sua vida. Afirma Lord.

É claro que nesta altura eu já estava tomada por todo o universo Giacometti, então, quando estive no Rio de Janeiro, há duas semanas, não tardei em conferir a bela retrospectiva que o MAM apresenta.

Esculturas, pinturas e desenhos belíssimos que abrigam toda a dualidade e precisão do artista. Mas o que não sabia e compartilho com vocês é que Alberto também fez um lenço, em 1959, encomendado por seu galerista Aimé Maeght.

O mesmo foi exposto na Louis Vuitton Flagship por um curto período, coincidindo com o lançamento de uma edição limitada de lenços.

A relação entre moda e arte é um condutor do meu trabalho, como vocês sabem, então não poderia ser de outra forma não é! sai da exposição com vontade de levar o lenço comigo!

Revestida por Giacometti ♥

Beijos,

Luisa Mendes

 

Arte para Vestir no Hotspot

Queridos,

Arte para Vestir está no Movimento Hotspot!

Este projeto foi desenvolvido pela marca Luisa Mendes, partindo do suporte comum como camisetas e lenços, levando para o consumidor referências de obras de artistas contemporâneos.

Edições realizadas:

Para revestir sua alma e recobrir seu corpo.

Quer saber mais sobre o projeto? Então clique no link abaixo e dê play no vídeo, se gostar, não se esqueça de curtir!                                                                                           ↓

http://movimentohotspot.com/projeto/arte-para-vestir/

Você não sabe o que é o movimento Hotspot?

O Movimento HotSpot é um instrumento para identificar, premiar e disseminar, em âmbitos regional e nacional, novos talentos em moda, beleza, design, fotografia, ilustração, design gráfico,  arquitetura, música, cenografia e filme/vídeo,  bem como para incentivar a criatividade  de seus participantes por meio da premiação da melhor ideia apresentada.

E ai, gostou da ideia? Então corre lá porque as inscrições foram prorrogadas até quarta-feira dia 5 de setembro.

Acima de tudo é um mapeamento dos jovens designers brasileiros.

Vamos lá!

Beijos,

Luisa Mendes

Comelância

A vídeo instalação Comelância, é composta por uma melancia de 5 kg e um monitor de vídeo de 3″ que exibe imagens da artista Elisa Queiroz devorando uma melancia. Esta visualização é permitida por meio de uma abertura em formato de coração.

Este é um dos vários trabalhos produzidos pela artista, e referência para a coleção de lenços do dia das mães.

Instalação exibida na exposição Quanto Mais Arte Melhor, UFES, 2005

Ref.:LE004, 120x120cm

Beijos,

Luisa Mendes