pesquisa

3 entries have been tagged with pesquisa.

A teoria das nuvens

Às vezes, até pensa, mas sem dizer a ninguém, que o cérebro dos homens tem a forma das nuvens, e assim as nuvens são como a sede do pensamento do céu. Às vezes, Goethe até sonha que o próprio pensamento se desenvolve não, como dizem alguns, à maneira de um edifício de pedras, mas como essas arborescências nebulosas que tanto admira, nos céus sempre renovados de Weimar. Às vezes, mesmo assim, permanece paralisado, assustado com suas instituições malucas; abstém-se de confiá-las à pluma e ao papel; muito menos ao tipógrafo. Esses pensamentos são suas prostitutas.

Trecho do livro A Teoria das Nuvens, de Stéphane Audeguy.

Hoje, estou me sentindo como Goethe.

Beijos, Luisa Mendes

Não é ABRACADABRA

ABRACADABRA

ABRACADABR

ABRACADAB

ABRACAD

ABRAC

ABRA

ABR

AB

A

Esta fórmula foi utilizada durante toda a idade média tal como amuletos, talismãs e pentáculos. Desenhada como um funil, correndo enviesadas da parte alta alargada para a parte baixa que se estreita, formam as linhas de força de um poderoso turbilhão. Acreditava-se que quando utilizada, colocava o homem em harmonia com as leis misteriosas que regem o mundo, e em relação com poderes superiores.

Hoje, o que coloca o homem em um solo fértil e conectado com essas diversas leis, são as articulações que fazemos, com nós mesmos e com o outro.

A articulação é um dos símbolos da comunicação, o caminho através do qual a vida se manifesta e passa. Dicionário de símbolos

Se pensarmos pelo prisma do Fio de Prumo, importante elemento da maçonaria, que na maioria das vezes é designado pela palavra perpendicular, esta articulação é a flexível representação da verticalidade.

Pensando no contexto dos vestíveis, ando muito encantada com as “novas” possibilidades da verticalidade, ou diria, ascensão de novas técnicas de se fazer roupas e acessórios: uso de  impressora 3d que imprime desenvolvimentos em TPU.

TPU é um Poliuretano Termoplástico que apresenta em suas propriedades: elasticidade, transparência e resistência à óleos, graxas e abrasão.  É o material utilizado na composição de tacos de golfe.

Já na indústria da Moda, o TPU não é tão novo assim. Na coleção Blindados de Luiza, verão 2011 da marca Luiza Barcelos, saltos foram feitos utilizando este material. Só não foram produzidos por meio de uma impressora 3d, o que hoje seria possível. Processo que vivenciei de perto, pois neste momento eu era assistente de estilo da marca.

O que percorremos e produzimos não é direcionado por nenhum ABRACADABRA, e sim por pesquisas, testes e o constante exercício da escuta, pois às vezes a matéria prima está ao nosso alcance e não enxergamos.

Sobre a impressora 3d, não acredito que esta tecnologia vá eliminar o fazer manual.  A preciosidade e enredos narrados pela mão de uma costureira é particular à este ofício. Ao mesmo tempo que novas possibilidades podem se somar aos nossos costumes.

De todo modo, leio o caminhar em conjunto dos designers e cientistas, como o conceito do Fio de Prumo: a soma de sentidos que permite agir em função de realidades às vezes invisíveis para um só.

Beijos,

Luisa Mendes

 

Multiplicidade infinita

Os Khmers, grupo étnico majoritário do atual estado do Camboja, acreditavam que os peixes eram impuros por mergulhar nas águas mais contaminadas do mundo subterrâneo.

O hagfish, também conhecido como peixe-bruxa, é um destes peixes que nadam em águas muito profundas, com baixa visibilidade, sempre procurando por restos de baleias mortas.

No contexto simbólico dos Khmers, o Hagfish é um peixe impuro.

Longe deste cenário, na Universidade de Guelph/Canadá, cientistas começam a olhar com mais atenção para estes peixes e percebem nos hagfish, potencial para gerar fonte natural e renovável para a produção de tecidos. Esta leitura se deve às substâncias contidas no muco produzido pelo peixe-bruxa em situações de autodefesa.

Quando o hagfish se sente ameaçado, eles disparam na água do mar uma substância leitosa que se expande, criando grande quantidade de um muco translúcido, composto por fibras extremamente fortes e elásticas. Estas fibras quando secas, se tornam sedosas.

No momento em que um tubarão morde um peixe-bruxa, sua boca e guelras são rapidamente cobertas pelo muco e imediatamente desistem do ataque para não morrer asfixiado.


Devido a sua composição e aspecto elástico e sedoso, pesquisadores acreditam que o muco do hagfish pode ser transformado em roupas esportivas ou, ainda, em coletes de proteção contra armas.
Esta pesquisa está em andamento, cientistas esperam reproduzir artificialmente as proteínas que são encontradas no muco do hagfish. A meu ver, será um avanço encontrar alternativas para substituir as fibras sintéticas que são produzidas por meio de fonte não renovável, como o petróleo.

Desculpem os Khmers, mas como acredito no simbolismo do peixe como nascimento ou restauração cíclica, nesta configuração, o peixe-bruxa é a multiplicidade e diversidade infinita do universo sensível, convertida em realidade tangível.

Estabelecida nesta perspectiva, eu aguardo novos resultados com o intuito de testar e usar esta matéria prima em muitas produções.

Beijos,

Luisa Mendes